PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Solteiros têm 42% mais chance de desenvolver demência do que casados, conclui estudo

http://conteudo.imguol.com.br/c/entretenimento/11/2017/11/29/solidao-velhice-alzheimer-demencia-idoso-1511968785648_v2_615x300.jpg 



O casamento pode ajudar a evitar a demência? Uma pesquisa recente sugere que solteiros têm 42% mais chances de desenvolver esse tipo de desordem ao longo da vida do que quem é casado.
O estudo, liderado por pesquisadores da University College London (UCL), no Reino Unido, mostra que entre os viúvos, esse risco é 20% maior, enquanto os divorciados têm a mesma chance de apresentar demência que pessoas casadas.
O resultado da pesquisa é baseado na análise e comparação de 15 estudos individuais realizados previamente, com um total de 812 mil participantes, sobre a relação entre estado civil e demência.A descoberta, publicada na revista científica Journal of Neurology, Neurosurgery, and Psychiatry, pode ser explicada de diversas formas.
Segundo os pesquisadores, o casamento pode mudar a exposição das pessoas a fatores de risco e de proteção em relação à demência. Estudos mostram, por exemplo, que quem é casado costuma adotar estilos de vida mais saudáveis.
“Os cônjuges podem ajudar a incentivar hábitos saudáveis, cuidar da saúde dos parceiros e dar um apoio social importante”, avalia Laura Phipps, do Alzheimer’s Research UK, instituto de pesquisa sobre a doença, considerada a forma mais comum de demência.
Pesquisas anteriores já mostraram que, entre os fatores que contribuem para o aumento do risco de demência, estão: falta de atividade física, hipertensão, obesidade, isolamento social, baixo grau de educação, entre outros.
Reserva cognitiva
Segundo o novo estudo, há evidências de que pessoas casadas também são mais propensas a interagir socialmente.
De acordo com a pesquisa, a interação social ajuda a construir uma reserva cognitiva e a reduzir o risco de desenvolver demência ao longo da vida.
“O estudo sugere que a interação social pode ajudar a construir uma reserva cognitiva – uma resiliência mental que permite que as pessoas vivam por mais tempo com uma doença como o Alzheimer antes de apresentar os sintomas”, explica Phipps.


TAG

0 Você estar em: “Solteiros têm 42% mais chance de desenvolver demência do que casados, conclui estudo