PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Zico confirma candidatura à presidência da Fifa


Zico confirmou nesta quarta-feira que é candidato à presidência da Fifa. Em entrevista ao canal de TV Esporte Interativo, o ex-jogador do Flamengo e da Seleção Brasileira acredita é uma pessoa preparada para assumir o cargo deixado nesta terça-feira por Joseph Blatter. Zico disse também que as pessoas que "são do futebol" precisam ganhar espaço para "renovar o quadro" da entidade.
- Já disse que toparia trabalhar para a "nova Fifa". Fiquei pensando comigo por que não poderia disputar uma candidatura dessa? Falei com a Sandra (sua esposa), mandei uma mensagem para os meus filhos, e eles toparam a ideia. A ideia é real, é uma possibilidade para qualquer pessoa. Acho que o compromisso e os acordos começam a ficar de lado, tem que renovar o quadro. É bom que outras pessoas venham e que tenham muito a acrescentar ao futebol. Temos que defender as pessoas que são do futebol, pessoas que poderiam pleitear uma candidatura e isso nunca foi possível. Agora, com tudo isso que está acontecendo, me sinto uma pessoa preparada - afirmou.
Sobre as chances que teria de assumir a presidência da Fifa, Zico garante que por ser uma figura conhecida no mundo do futebol lhe dá direito a se candidatar. O ex-jogador, no entanto, deixou claro que a mudança também deve passar pelo futebol brasileiro. Na opinião do ídolo rubro-negro e da Seleção, o futebol brasileiro está em uma "descendente".
- Sou uma pessoa conhecida em todos os continentes. As pessoas conhecem meu trabalho, minha forma de ser, de conduzir, me sinto em condições de encarar uma situação dessas, montar uma boa equipe, trazer pessoas que queiram realmente dar uma contribuição pro futebo. A hora é essa, nao tem momento melhor para isso. Se desse pra começar no futebol brasileiro, melhor ainda. O Brasil está em uma situação descendente. Você não pode ter dois ex-presidentes envolvidos. O futebol brasileiro tem sido manchado de uma forma muito grande nos últimos anos.
Lance Net



0 Você estar em: “Zico confirma candidatura à presidência da Fifa