PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

'Dor constante', diz mãe de lutador de MMA assassinado há 1 ano em Natal



Luiz de França foi assassinado dentro de academia em Natal (Foto: Luiz de França/Arquivo pessoal) 
Lutador de MMA, Luiz de França tinha 25 anos. Ele foi assassinado na frente de uma academia em Natal (Foto: Luiz de França/Arquivo pessoal)
Nesta terça-feira, dia 10 de fevereiro, faz um ano da morte do professor de musculação e lutador de MMA Luiz de França, de 35 anos. Ele foi assassinado com vários tiros na porta de uma academia onde trabalhava no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. Um tenente e um cabo da Polícia Militar, acusados de participação no crime, foram presos ainda no ano passado. Eles negam. Já a família do atleta, cobra celeridade da Justiça O processo está parado há quatro meses e ainda não há data para o julgamento do caso.
Para os que conviveram com o lutador, foi um ano de muita saudade. É o que mostra matéria exibida na manhã desta terça-feira no Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi. "Nunca vai passar. Nem em um ano nem em minha vida inteira. Porque a dor é constante, é diária, é todos os dias, é todos os momentos. Eu vejo meu filho diariamente", disse Alta Maria Pedroza de Sousa, mãe de Luiz de França (veja a entrevista ao lado).
Na manhã do dia 10 de fevereiro de 2014, o atleta, de 25 anos, deixava a academia onde dava aulas de musculação. Luiz foi surpreendido por dois homens que se aproximaram em uma motocicleta. Eles atiraram várias vezes. O crime causou comoção. Em poucos dias, a Polícia Civil apontou o tenente Iranildo Félix como principal suspeito do assassinato. Também foi preso o soldado Moisés Gonçalo do Nascimento, que teria pilotado a moto.


TAG

0 Você estar em: “'Dor constante', diz mãe de lutador de MMA assassinado há 1 ano em Natal