PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Você conhece Silvano Alves? Milionário, brasileiro é atleta popular nos EUA 15

Somente em 2014, o brasileiro Silvano Alves colocou no bolso US$ 1,4 milhão em premiações, fechando o ano como o homem mais bem remunerado em sua profissão em todo o mundo. No entanto, ainda pouca gente em seu país conhece o tricampeão mundial de montaria em touro. Longe daqui, em contrapartida, o paulista de Pilar do Sul é o atleta mais reconhecido de seu esporte nos Estados Unidos, onde tem seus momentos de celebridade.
Silvano conquistou há pouco mais de um mês seu terceiro título na liga conhecida como Professional Bull Riders (PBR), acumulando desde 2010 mais de US$ 4 milhões só em prêmios. O lucrativo circo da montaria nos Estados Unidos se gaba de levar 2 milhões de pessoas anualmente às etapas de competição e comemora mais de 100 milhões de telespectadores no país [a rede CBS transmite algumas etapas em TV aberta].
E dentro desta efervescência do segmento, o peão brasileiro de 26 anos circula como uma estrela, em razão da hegemonia de conquistas dos últimos anos. Na terra do PBR, Silvano já participou de eventos com esportistas e cantores famosos e esteve em uma ação promocional na bolsa de Nova York, antes de uma etapa no cultuado ginásio Madison Square Garden.
"Nos Estados Unidos eu sou mais reconhecido. No rodeio de lá vai jogador de futebol americano ver os peões, os artistas de lá. Vão ver o show dos bois da PBR, nos Estados Unidos inteiro", relatou Silvano em entrevista ao UOL Esporte.
Já no Brasil, onde se aguarda com ansiedade para os próximos dias um inédito campeão mundial de surfe (Gabriel Medina), o ídolo da montaria ainda não caiu na boca do povo, apesar da popularidade dos eventos de rodeio. Mas aos poucos começa a ter seu rosto mais divulgado. Nos últimos tempos, Silvano Alves já gravou participações em atrações da Globo como Fantástico, Caldeirão do Huck e no programa de Ana Maria Braga, por exemplo.
Ainda assim, o peão diz que espera uma valorização maior de sua modalidade, em termos de divulgação, e fala em preconceito. Apesar de Silvano usar o termo rodeio com frequência em suas respostas, o PBR prefere distância conceitual da festa sertaneja e quer ser tratado exclusivamente como um esporte.
"Sou bem reconhecido no Brasil. Mas o rodeio no Brasil precisa ser mais valorizado, como um esporte, como o futebol é valorizado. Não tem nada de maldade, nada de maus tratos aos animais", comenta Silvano, sobre um dos mitos que a montaria carrega.
PEÃO TEM CENTRO DE TREINAMENTO EM RANCHO NO TEXAS
Atualmente Silvano Alves vive com a esposa e os dois filhos em um rancho em Decatur, no Estado do Texas. Na propriedade particular de 12 acres (cerca de 5 hectares), o brasileiro conta com arena e pista de prática. O tricampeão mundial treina com touros e cavalos de exercício, mas dispensa uma equipe técnica particular.
"Faço sozinho, com a ajuda da família mesmo. Dos amigos também, os peões que aparecem lá, um vai ajudando o outro. Cada um dá uma opinião, fala uma coisa, para a gente ganhar mais força,  mais sabedoria", relata.
O terceiro campeonato mundial de Silvano na categoria veio com a vitória na etapa de Las Vegas no final de outubro. O brasileiro permaneceu em cima do touro Asteroid, o segundo mais perigoso do circuito, que já o havia derrubado em uma oportunidade anterior. O peão paulista é o quinto brasileiro a conquistar a liga desde sua criação, em 1994.
Nesta semana, Silvano passa pelo Brasil brevemente, por alguns dias. O campeão desfruta de momentos de herói na pequena Pilar do Sul, a 30 quilômetros de Sorocaba. Na cidade de pouco mais de 25 mil habitantes, o atleta da montaria é tratado com reverência. E mesmo com o êxito financeiro fora do país, diz que tenta não entrar na paranoia sobre a exposição e segurança de seus familiares que ficaram no país.
"A gente fica preocupado com todo mundo, mas é assim em todo lugar. Deus sabe o que faz. Basta ter fé", afirma.
Já nesta sexta-feira o peão retorna para os Estados Unidos para se preparar para a abertura da temporada 2015. O campeonato começa no dia 2 de janeiro, em Baltimore, e ao todo passa por sete estados do país, em dez cidades. Além de brasileiros e americanos, a disputa também conta com atletas de Canadá, México, Austrália e Nova Zelândia.



0 Você estar em: “Você conhece Silvano Alves? Milionário, brasileiro é atleta popular nos EUA 15