PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Kardec se vinga de Nobre, marca e afunda Palmeiras. Valdivia sai tonto

Alan Kardec foi cruel. Aos 43 minutos do 2º tempo, o atacante são-paulino marcou o gol da vitória de sua equipe em cima do Palmeiras na noite deste domingo (17). O placar de 2 a 1 afunda a equipe de Ricardo Gareca na crise. Já são nove jogo sem vencer de forma consecutiva no Campeonato Brasileiro e a zona de rebaixamento cada vez mais próxima, com 13 pontos. Já o São Paulo sobe na tabela, com 26 pontos e encosta no G-4.
Quis a história do clássico, que parecia definido no 1 a 1, que justamente o atacante que saiu brigado com o presidente do Palmeiras Paulo Nobre definisse os três pontos. E tudo por causa de uma economia que vive seu maior questionamento. Mais crueldade ainda com o palmeirense é que no lance anterior Leandro, aposta da diretoria no lugar de Hernán Barcos, havia saído cara a cara com Rogério Ceni e desperdiçou.
E com os cantos “E ninguém cala, esse chororô, chora o presidente, chora a torcida, chora todo mundo, Kardec é tricolor!” e “1,2,3 vai cair para a Série B”, o Palmeiras deixa o Estádio do Pacaembu ainda mais afundado na crise. Na próxima rodada, o Palmeiras encara o Sport, na Ilha do Retiro, o São Paulo encara o Internacional. Os dois jogos estão marcados para quarta-feira.
Fases do jogo: O Palmeiras começou melhor, com Valdivia sendo a referência do meio de campo. O problema foi que o chileno, como já é de costume, se machucou aos 18 minutos do 1º tempo. O time palmeirense, então, caiu muito de produção e viu o São Paulo melhorar um pouco, especialmente com Kaká tentando algumas jogadas. Marcelo Oliveira, no entanto, mostrou a marcação em dia e neutralizou o meia até o fim dos 45 minutos iniciais.
No segundo tempo, a torcida palmeirense começava a tentar empurrar sua equipe, quando o São Paulo abriu o placar e jogou um balde de água fria, especialmente após a falha de Fábio, que foi afastar e deu a bola nos pés do são-paulino. O gol, no entanto, fez o Palmeiras correr ainda mais em campo. Até que Felipe Menezes chutou de fora da área e a bola bateu na mão de Édson Silva. O juiz deu pênalti, convertido por Henrique. Depois disso, os são-paulinos jogaram mais no contra-ataque, enquanto que os palmeirenses se superaram na vontade.
Em uma boa jogada nos minutos finais, Leandro saiu cara a cara com Rogério Ceni, chegou a tirar o goleiro, mas viu o camisa 01 se recuperar. No rebote, ele tocou para Henrique que errou de maneira ridícula. E aí o ditado de quem não faz toma entrou em campo. E justo com Alan Kardec, que definiu a vitória com um gol de cabeça no fim do jogo.
UOL


TAG

0 Você estar em: “Kardec se vinga de Nobre, marca e afunda Palmeiras. Valdivia sai tonto