PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Bancários do RN aprovam indicativo de greve para o próximo dia 19


Os bancários do Rio Grande do Norte aprovaram o indicativo de greve para o dia 19 de setembro. A decisão foi tomada pela categoria durante assembleia na noite de ontem (12) na sede dos Sindicatos dos Bancários do Rio Grande do Norte e deverá afetar tanto os bancos privados quanto os bancos públicos. Agora, os sindicatos deverão realizar outra assembleia na próxima quarta-feira (18), às 18h30 no Colégio Imaculada Conceição para decidirem se entram definitivamente em greve.

De acordo com Marta Turra, coordenadora-geral do Sindicato dos Bancários do RN, a pauta de reivindicações da categoria envolve aspectos de ordem econômica, condições de trabalho e saúde. Um dos pontos da pauta é o reajuste salarial da categoria em 22%, cuja negociação do pagamento deve ser feita em até três anos. “No setor privado, a defasagem desde a aplicação do Plano Real em relação à inflação é de 22%, enquanto no setor público chega a 90%", afirma Turra.

Marta também diz que outro ponto reivindicado pelos bancários é a isonomia de direitos entre os trabalhadores antigos e os mais novos, como o anuênio e a licença premium. “Existe, dentro da categoria, um grupo majoritário de bancários que não tem os mesmos direitos dos que entraram até 1998", diz.

Os bancários do Rio Grande do Norte não foram os únicos a realizarem assembleia ontem (12) para votar indicativo de greve. Segundo Turra, a paralisação é nacional e todos os sindicatos de bancários pelo Brasil também aprovaram o indicativo de greve para o dia 19.

Os sindicatos pelo Brasil votaram se aceitavam a proposta apresentada pela Federação Nacional de Bancos (Fenaban) ou se entravam em greve, embora a proposta do Comando Nacional fosse de entrar imediatamente em greve. A solução apresentada pela Fenaban era de 6,1% sobre salários, pisos e todas as verbas salariais, como auxílio-refeição, cesta-alimentação e auxílio-creche, e a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 90%, mais valor fixo de R$ 1.633,94, limitado a R$ 8.927,61. Esse reajuste significa um reajuste de 6,1% sobre os valores do PLR do ano passado. Também foi proposta uma parcela adicional da PLR - 2% do lucro líquido dividido linearmente a todos os bancários, limitado a R$ 3.267,88.

Os bancários exigem um reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real, descontada a inflação), PLR de três salários mais R$ 5.553,15. Outra reivindicação é pelo piso de R$ 2.860,21, além de auxílios-alimentação, refeição, décima terceira cesta e auxílio-creche/babá de R$ 678 ao mês.

Caso a categoria decida paralisar definitivamente na semana que vem, a greve será a terceira em pelo menos três anos seguidos. Em setembro do ano passado, os bancários potiguares paralisaram as atividades, sendo que os funcionários de bancos privados ficaram parados durante nove dias e os de banco públicos, durante dez dias. A categoria exigia, na época, um reajuste salarial de 23%, mas a Fenaban só oferecia 6%.


TAG

0 Você estar em: “Bancários do RN aprovam indicativo de greve para o próximo dia 19