PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Obras paralisadas desde 2010, mostram fragilidade da administração da UERN



  Pelo menos três grandes obras da UERN estão paralisadas causando enormes prejuízos para a comunidade acadêmica. Em Natal, a construção do Campus Avançado espera sua conclusão desde 2010. A obra está orçada em R$ 8 milhões, sendo que desse total já foram gastos R$ 4,5 milhões e, segundo foi informado, somente as paredes foram levantadas, faltando a instalação elétrica, hidráulica e acabamentos. Enquanto isso, a UERN paga mais de R$ 22 mil pelo aluguel do prédio onde o Campus funciona atualmente.
            Outra obra paralisada é a do Campus de Caicó que atualmente funciona na velha e gasta estrutura do CAIC, dividindo o espaço com alunos do EJA, de uma escola estadual e uma creche infantil. Os serviços estão paralisados desde 2010 e, os 60% que foram concluídos, estão sofrendo com a ação do tempo.
            Em Mossoró, a situação não é diferente. O prédio da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (FANAT), iniciada em 2009 e orçada em R$ 3 milhões, também foi paralisado no final de 2010. Em 2011, as obras foram retomadas, mas desde então, se arrastam lentamente. Para piorar, no início de abril de 2012, o construtor pediu a rescisão do contrato. Só agora, durante a campanha, é que a reitoria anunciou a retomada deste serviço, mas não disse nada com relação aos outros Campi.
           


TAG

0 Você estar em: “Obras paralisadas desde 2010, mostram fragilidade da administração da UERN