PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Doze cidades do alto oeste estão em colapso de água diz governo

O Rio Grande do Norte tem 12 cidades que dependem exclusivamente da água trazida pelos carros-pipa. A  maioria está na região do Alto Oeste. São elas: Luís Gomes, Riacho de Santana, Água Nova, Pilões, João Dias, Antônio Martins, Olho D'água dos Borges, Serrinha dos Pintos, Doutor Severiano, Equador, Carnaúba dos Dantas e São José do Seridó.  Ontem, o Governo do Estado reconheceu a paralisação dos sistemas nesses municípios. Na quinta-feira (10), a Secretaria de  Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) informou que eram seis cidades nessa situação.

A escassez de água afeta diretamente as zonas rurais de 122 municípios no Estado, ou seja, 73% das cidades potiguares. Essa é considerada a pior estiagem dos últimos 30 anos. Na Operação Pipa, o Governo do Estado atende 28 cidades e o Exército, outras 94. A Defesa Civil do RN contratou 31 carros-pipa que distribuem água para a 26.727 pessoas. Já o Exército atua com 246 carros-pipa e beneficia 199.198 pessoas.

Ontem, o Governo do Estado divulgou as ações que estão sendo realizadas para o enfrentamento da estiagem. Uma dessas soluções é o monitoramento dos mananciais de abastecimento. Obras estruturantes, monitoramento de mananciais e a busca de fontes alternativas de abastecimento completam as ações.

Segundo o secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Gilberto Jales, 12 poços foram perfurados na cidade de Luís Gomes, que também recebe o reforços de carros-pipa. A previsão é que sejam perfurados mais 52 poços, até fevereiro, principalmente na Região do Alto Oeste que apresenta a situação mais crítica. A Região do Seridó começa a apresentar cidades com colapso de abastecimento.

Estão sendo feitas 700 barragens subterrâneas sob a responsabilidade do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). Outras duas mil barragens estão previstas. A Caern, juntamente com a Semarh e o Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), trabalha para a busca de novas fontes de abastecimento e no planejamento para eventuais necessidades de racionamento.

Para as cidades de Olho D'água dos Borges, Francisco Dantas e Doutor Severiano, estas duas últimas em situação de alerta, os técnicos da Caern estudam novas fontes alternativas de abastecimento. Na barragem Passagem das Traíras, na Região do Seridó, já houve fechamento para o melhor planejamento do uso da água. O primeiro trecho da Adutora do Alto Oeste, com 70 quilômetros de extensão, que atende as cidades de Luís Gomes, Major Sales, Água Nova e Rafael Fernandes, está em teste.

Com a conclusão dos serviços observados durante os testes, a adutora passa a funcionar normalmente neste trecho. Gilberto Jales explica que medidas foram tomadas antes mesmo da confirmação da estiagem. E neste momento, segundo o secretário, a situação está sendo acompanhada de perto.  "As soluções serão dadas caso a caso", afirma.


TAG

0 Você estar em: “Doze cidades do alto oeste estão em colapso de água diz governo