PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Bancários votam por greve a partir do dia 18

Bancários de todo o Brasil realizaram assembleias ontem para aprovar a realização de greve por tempo indeterminado, a partir do dia 18 deste mês, a próxima terça-feira. No Rio Grande do Norte, uma possível paralisação atingirá a bancos públicos e privados e deverá comprometer serviços como contratação deempréstimos e operações "na boca do caixa". Apenas compensações de cheques, documentos e títulos não seriam afetadas, diz a coordenadora geral do Sindicato dos Bancários do RN, Marta Turra. 

A pauta de reivindicações da categoria possui cerca de 100 pontos, entre econômicos, sociais, sindicais e relativos a condições de trabalho. A lista foi entregue à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e aos bancos públicos no dia 1º de agosto. Desde então, quatro rodadas de negociação foram realizadas, sem avanço nas contrapropostas. "Eles só ofereceram um índice de reajuste de 6%, distante do que reivindicamos, e nenhuma outra reivindicação foi atendida", afirma Marta. 

No próximo dia 17, segunda-feira, novas assembleias serão realizadas pelos sindicatos. A ideia é avaliar eventuais novas propostas esperadas até lá ou confirmar a paralisação para o dia seguinte. "A greve é nosso último recurso. Todos os anos tentamos negociar, mas infelizmente o governo não negocia", acrescenta a sindicalista.

REIVINDICAÇÕES

Nacionalmente, os bancários reivindicam participação nos lucros e resultados das instituições financeiras, reajuste de 10,25% e reposição salarial. "Temos uma defasagem salarial de 90%", diz Marta Turra. A categoria também pede a realização de concursos públicos e garantia de jornada de trabalho de seis horas - há casos, afirma Marta, em que a jornada chega a 12 ou 14 horas. 

De acordo com a sindicalista, bancos privados estariam demitindo funcionários e o resultado disso seria o tempo de  espera excessivo dos clientes nas filas. Nas instituições públicas também há, afirma, déficit de pessoal. "Não há gente suficiente para trabalhar".

Entre ativos e aposentados, há cerca de 4,6 mil bancários no Rio Grande do Norte. No estado, a greve foi aprovada em assembleia no último dia 5. Se as negociações não avançarem até o dia 17, apenas 30% dos serviços deverão funcionar a partir do dia 18 nas agências. Entre os canais de atendimento alternativos, a população poderá contar, para alguns serviços, com caixas eletrônicos e a internet. De acordo com informaçõespublicadas no site da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), entretanto, o Comando Nacional dos Bancários retoma as negociações com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal nesta sexta-feira (14), às 14h, em São Paulo.


TAG

0 Você estar em: “Bancários votam por greve a partir do dia 18