PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

Rio Grande do Norte se adapta ao desenvolvimento da energia eólica

Os recentes acontecimentos em relação à geração de energia no mundo - como o acidente nuclear na usina japonesa de Fukushima - têm aumentado a concorrência pelo espaço para exploração da energia limpa. Neste cenário, o Nordeste brasileiro vem sendo apontado como um dos locais com maior potencial para a geração de energia renovável em todo o mundo e fatores como regularidade e intensidade dos ventos fazem com que o Governo do Estado estime que serão investidos mais de R$ 6 bilhões em território potiguar, apenas em empreendimentos e equipamentos voltados para a geração da energia limpa.

Dessa forma, o terceiro leilão de energia eólica, que será realizado nos dias 17 e 18 de agosto deste ano, vem gerando grande expectativa entre representantes e empresários do setor no Rio Grande do Norte.

De acordo com o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, a corrida em busca da exploração da energia em terras potiguares já precisa da liberação de três mil megawatts habilitados para o Estado, quantidade que será apresentada no leilão de energia marcado para os dias 17 e 18 de agosto. “Vamos tentar garantir a exploração dos três mil megawatts, mas se sair mil, já estamos no lucro”, detalha o secretário, ao mesmo tempo em que afirma que as indústrias eólica agregam valor para a economia potiguar.


TAG

0 Você estar em: “Rio Grande do Norte se adapta ao desenvolvimento da energia eólica