PLANTÃO DE NOTÍCIA
Search

CATAPORA Fim da chuva é propício para a doença

Manchas vermelhas no corpo, febre, mal-estar, inapetência, dor de cabeça ou cansaço: pode ser catapora. Um levantamento realizado pelo especialista em infectologia pediátrica e professor de Pediatria da Universidade Federal do Ceará (UFC) Robério Dias Leite mostra que quando o período chuvoso desaparece a incidência dessa doença é maior.
O médico infectologista Alfredo Passalacqua explica que a catapora é sazonal e ocorre com mais frequência onde existe maior indefinição de clima. "Aqui ela vem por surto", explica. De acordo com ele, trata-se de uma doença infecto-contagiosa que atinge principalmente as crianças, por serem mais susceptíveis.
A doença tem um período de incubação de duas a três semanas, mas Passalacqua alerta que a pessoa já começa a transmitir a catapora dois ou três dias antes de começar a sentir os sintomas e continuará transmitindo até que as lesões fiquem totalmente secas e comecem a se soltar. "Isso dura em média de 7 a 10 dias", completa.
Ele orienta a quem tem catapora que é preciso pegar atestado. As crianças devem ficar em casa, evitar o colégio e aglomerações com outras crianças para não aumentar o surto. Aconselha-se tomar sintomáticos, como paracetamol ou dipirona, para combater febre e dores. Para a coceira, deve-se usar antialérgicos e tomar banho com antissépticos. "É importante deixar as unhas curtas para não ferir e causar infecção bacteriana", disse o infectologista.
Alfredo Passalacqua alerta que, embora seja uma doença conhecida, a catapora pode evoluir para quadros mais graves. "Ela pode acometer o pulmão e desenvolver-se para uma pneumonia bacteriana; afetar o sistema nervoso e causar encefalite viral", complementa.


TAG

0 Você estar em: “CATAPORA Fim da chuva é propício para a doença